Novo Estudo Sobre os Laticínios e o Câncer de Mama

Novo Estudo Sobre os Laticínios e o Câncer de Mama

Por muitos anos, o leite de vaca foi considerado um alimento básico e até essencial. As estratégias de marketing ressaltavam, com grande entusiasmo, os inúmeros benefícios de beber leite. Porém, recentes estudos científicos estão revelando a relação estreita entre o consumo de laticínios e o câncer de mama

Talvez, a publicidade possa continuar afirmando que os produtos animais são fundamentais. Mas o que a ciência tem para nos dizer? Para que são fundamentais os derivados do leite? Tudo indica que para nos fazer adoecer e reproduzir um consumo alienado.

Já sabemos que a indústria do leite submete os animais a práticas cruéis que provocam sofrimento. Mas agora, chegou o momento de esclarecer os riscos que representa para a saúde humana. 

Alguns Antecedentes 

Para começar, lembremos que 12.000 médicos impulsionaram, há pouco tempo, uma petição para advertir sobre o efeito cancerígeno dos queijos.

Tanto a comunidade científica como a população em geral vêm dando forma e força a inúmeros processos e ações que pretendem motivar uma vida mais saudável e um mundo mais compassivo.

Este é mais um exemplo de que o veganismo não se limita a um tipo de alimentação. Compreende todas as formas de produzir e as coisas que são fabricadas (comida, higiene, moda, etc.), assim como a geração e o tratamento de resíduos, comprometendo-se com o objetivo de Lixo Zero. 

A sustentabilidade, o fim da crueldade animal e o pão de cada dia são os pilares do modo de produção compassivo.

A relação estreita entre os Laticínios e o Câncer de Mama

Um novo estudo publicado no Jornal Internacional de Epidemiologia encontrou “uma prova bastante sólida”. Mais de 52.700 mulheres participaram das pesquisas que baseiam os dados apresentados na publicação. 

De acordo com as evidências, beber apenas 1 xícara de leite por dia aumenta o risco do câncer de mama. Em alguns casos, esse aumento poderia ser de 80%. 

Os pesquisadores observaram que o consumo diário de 1/3 ou 1/4 de xícara de leite animal leva a um incremento de 30% das probabilidades de desenvolver câncer de mama. Quando a dose sobe para 1 xícara diária, o risco se eleva a 50%. E no caso de beber de 2 a 3 xícaras de leite por dia, esse incremento chegaria aos 80%.  

Com o apoio do National Cancer Institute, do World Cancer Research Fund Internationale do National Institutes of Health (NIH), Science Daily está mostrando que as pessoas colocam em risco a sua saúde diariamente ao ingerir produtos que são comercializados como saudáveis e convenientes.

Seu consumo está tão naturalizado na sociedade que poucos consumidores chegam a se questionar sobre os riscos potenciais dos laticínios. Mas as mentiras têm pernas curtas e chegou a hora de parar de reproduzi-las. 

Ao mesmo tempo, “ganhamos” uma informação animadora! Contrariando alguns mitos, se observou que o leite de soja pode ajudar a diminuir o risco do câncer de mama em até 32%. Mas o que tudo isso significa?

Claramente, a ciência não concorda nem endossa as recomendações governamentais sobre o consumo de leite animal e laticínios. Seus descobrimentos são importantíssimos porque permitem derrubar mitos sobre a nutrição e a saúde humana. Além de incentivar a escolha de produtos e hábitos mais saudáveis.

Depois de conhecer esse estudo sobre os laticínios e o câncer de mama, você tem ainda mais motivos para experimentar os leites vegetais. Eles oferecem benefícios nutritivos verdadeiros e podem ganhar milhares de usos na nossa dieta.

Hoje em dia, existe uma boa variedade nos comércios e podemos fazer nossos próprios leites caseiros com vários ingredientes (arroz, soja, aveia, frutas secas).

Qual é o seu favorito? Anime-se a descobrir e aposte no seu bem-estar!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

También Te Podría Interesar:

×
×

Carrinho