O Que Significa Ser Flexitariano?

O Que Significa Ser Flexitariano?

O termo provem da união de duas palavras: “flexível” + “vegetariano”. A jornalista Linda Anthony foi a primeira em usá-lo, em 1992, para designar o cardápio de um restaurante. Mas o que significa ser flexitariano?

Flexitarian foi o vocábulo mais utilizado em 2003, de acordo com a American Dialect Society. Este neologismo faz referência a um tipo de alimentação “nem”: nem 100% vegetariano, nem 100% carnívoro. Um pouco de cada um, porém, com um predomínio vegetal.

Se você se pergunta o que significa ser flexitariano, a resposta é: manter uma dieta vegetariana com consumo ocasional de produtos animais. 

Um pouco menos carnívoro

Há várias maneiras de entender o que significa ser flexitariano e qual é o alcance dessa nutrição. O conceito de flexibilidade é chave, segundo a sua criadora, Dawn Jackson Blatner. Se não consideramos a preponderância deste conceito, dificilmente conseguiremos nos aprofundar no flexitarianismo. 

Muita gente define o flexitarianismo como uma espécie de “vegetarianismo dócil“. É claro que você pode ser vegetariano no seu dia-a-dia e comer carne (ou produtos animais) em ocasiões especiais, como encontros familiares, reuniões com amigos e outros eventos sociais.  

As matizes flexitarianas variam de acordo com as preferências e as necessidades de cada indivíduo. Porém, nem todos concordam com esta concepção e entendem que os flexitarianos são, na verdade, vegetarianos.

O criador Flexitariano.org, Eugenio García, é categórico ao falar sobre este assunto:

“… um flexitariano nunca é um vegetariano, nem se enquadra dentro de qualquer subtipo de vegetarianismo, já que o consumo de peixe e carne, mesmo que seja ocasional, o exclui deste grupo”.   

A “dieta social”

Do ponto de vista de quem pratica o flexitarianismo, a “graça” é que as carnes e o peixe não são protagonista dos pratos. Ao invés de predominar, são incluídos apenas como complementos

Trata-se de uma dieta sem restrições, com alto aporte de leguminosas, verduras, frutas frescas, sementes e frutas secas. Também incorpora laticínios plant-based (iogurtes e leites vegetais) e até receitas 100% vegan

Ao mesmo tempo em que se apresenta como uma alternativa mais saudável à dieta carnívora, o flexitarianismo também parece liberar seus seguidores de certa culpa ou responsabilidade. Afinal, reduzir o consumo de carne não só é benéfico para a saúde humana, como também resulta em um grande favor ao planeta

Já não é um segredo que o sistema perpetuado pela pecuária e pelas fazendas industriais é sinônimo de massacre. Um massacre que viola e destrói não apenas os animais, mas também o meio ambiente.

Esta matança é o pilar de um sistema cruel, 0% sustentável e nada eficiente. A carne contamina, degrada a vida selvagem, acaba com a água, destrói os ecossistemas e gera cada vez mais famintos ao redor do mundo. 

Então, partindo de uma perspectiva social, o que significa ser flexitariano? A principio, levar uma vida social sem tantos questionamentos. Por outro lado, nós, veganos, somos obrigados a encarar uma infinidade de interrogações. 

E se você tem dificuldade de responder estas perguntas frequentes sobre o veganismo, aqui compartilhamos algumas respostas curtas para simplificar a sua vida. 

O mito das “galinhas felizes”

Se a vantagem do flexitarianismo é contribuir com a redução do consumo de carne, então, qual é a sua desvantagem? Provavelmente, é a perpetuação do especismo e do mito que existem “animais felizes” que podem ser destinados à alimentação humana.

Mesmo assim, por enquanto, este tipo de dieta continua sendo um ótimo começo, pois gera um impacto positivo no meio ambiente e no uso consciente dos recursos naturais.  As tendências sugerem que continuarão surgindo novas alternativas alimentares baseadas em plantas. E eventualmente, estes produtos plant-based evitarão completamente o consumo de animais.

Aqui, neste espaço e em nossas vidas, decidimos acreditar que este será o futuro. Afinal de contas, uma das coisas mais surpreendentes sobre o veganismo, é a capacidade de substituir alimentos por opções mais saudáveis e menos prejudiciais para os animais e o planeta como um todo. 

E você, o que pensa sobre a alimentação flexitariana? Deixe sua opinião nos comentários. Adoramos ler vocês 🙂

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Total Page Visits: 104

También Te Podría Interesar:

×
×

Carrinho