O que é Compostagem e Como fazer Adubo Caseiro?

O que é Compostagem e Como fazer Adubo Caseiro?

Composta, compost, compostagem… Provavelmente, você já percebeu que estes termos estão se tornando cada vez mais comuns. Principalmente entre as pessoas que decidem adotar um estilo de vida mais saudável e amigável com o meio ambiente. Mas o que exatamente é a compostagem e como podemos aplicá-la para fazer adubo caseiro? 

A compostagem faz parte do ciclo natural dos resíduos orgânicos

A princípio, a compostagem é o resultado natural do processo de descomposição dos resíduos orgânicos.  Se você observar a natureza, perceberá que as flores, os frutos e as folhas que permanecem no solo, depois de um tempo, se transformam em terra. Esta terra é um adubo ou uma composta 100% natural.

Nós podemos desenvolver este mesmo processo em casa, aproveitando os resíduos orgânicos.  Ou seja: todos os restos de comida que jogamos no lixo diariamente podem se transformar em terra fértil mediante um processo de compostagem

Adubo Caseiro é Terra Fértil para as Plantas

Cascas de frutas e verduras, sementes, saquinhos de chá, restos de óleo e vinagre… Tudo pode ser transformado em adubo! E adubo caseiro significa terra cheia de nutrientes para as plantas. Se você praticar a compostagem em casa, terá terra fértil para nutrir as seu jardim, sua horta ou os seus vasos de plantas.

A inteligência da natureza nos mostra que tudo se transforma e o que nós entendemos como lixo pode ser reaproveitado. Se consumimos alimentos que provem da terra e os resíduos destes alimentos retornam à terra, o ciclo natural continua

A Compostagem é perfeita para Diminuir a Produção de Lixo 

Se alguém te perguntar o que é a compostagem, você já pode responder que se trata de uma excelente maneira de diminuir a quantidade de lixo que produzimos diariamente. E isto revela um sentido mais profundo: ser consciente e responsável sobre os resíduos que geramos

A cada hora, mais de 180 mil toneladas de lixo são produzidas no mundo todo. Agora, imagine a quantidade de resíduos que poderiam ser reaproveitados através da compostagem e retornar à natureza, respeitando o ciclo natural.

Você pode aportar seu grãozinho de areia para reduzir a sua pegada ecológica e se aproximar de um estilo de vida mais sustentável, em harmonia com o meio ambiente e os animais. Lembre-se que diminuir a sua produção de lixo e reaproveitar os resíduos da sua alimentação significa ajudar a aliviar a contaminação ambiental.

Como Começar a Fazer Adubo Caseiro?

Um bom o primeiro passo é escolher a sua composteira ideal. A composteira é o recipiente no qual a mágica acontece, onde os resíduos orgânicos se transformarão em terra fértil mediante um processo natural de descomposição.

Para escolher a sua composteira, é importante levar em consideração o lugar onde você vive e o espaço disponível. Vejamos algumas possibilidades: 

No jardim 

Se você possui um jardim, o ideal é cavar um poço ou um buraco relativamente profundo no próprio solo. Confira algumas dicas: 

  • O poço precisa ter, pelo menos, 30 centímetros de comprimento. Mas se você mantem uma alimentação vegana ou vegetariana e gera muitos resíduos alimentares orgânicos, pode cavar um poco maior para dar conta da sua compostagem. 
  • A largura do poço é variável e você pode determiná-la como achar mais conveniente. 
  • Lembre-se de colocar terra e folhas secas na base da sua composta e tampar a composteira. 

Em Pátios, Terraços ou Varandas

Se você mora em casa ou apartamento e quer fazer adubo caseiro no pátio ou na varanda, é melhor adquirir uma composteira apropriada para esta finalidade. Felizmente, existem várias opções, como por exemplo:

  • Composteiras fabricadas em madeira e outros materiais convenientes, que você pode conseguir em lojas especializadas ou comprar na Internet. 
  • Composteiras caseiras, que você [email protected] pode fazer utilizando caixotes de frutas ou verduras, pallets ou recipientes plásticos grandes (um barril, por exemplo).
  • Se quiser aproveitar os caixotes, lembre-se de cobri-los com jornal ou outro tipo de papel antes de começar a compostagem. 
  • Caso prefira usar recipientes de plástico, não esqueça de fazer pequenos furos na parte inferior.  

Se você compartilha sua casa com crianças ou pets, é melhor manter a composteira com tampa para prevenir qualquer acidente e evitar que os resíduos acabem se espalhando. E lembre-se que qualquer composteira precisa ter uma ventilação interna (furos, frestas, etc.) para garantir a circulação do ar. 

qué es una composta
Composteira fabricada com caixote de verdura. Crédito: Tu Hogar

 

O que Podemos Usar na Composta?

Aproximadamente, 50% dos seus resíduos são orgânicos. Para fazer seu adubo caseiro, você poderá reaproveitar cascas e restos de frutas e vegetais, cascas de ovos, restos de chás/infusões (os saquinhos não devem ter plástico), café em pó ou em grãos, cascas de frutas secas, algas, papel e papelão cortadas em tiras ou pedaços pequenos, grama, plantas, flores, folhas secas, raminhas e pequenos troncos, palha, serragem, cortes de pelo e pó depois de varrer o chão. 

Por outro lado, os resíduos que você não deve adicionar na compostagem são: cinzas de carvão, ovo e laticínios, qualquer tipo de carne (incluindo peixe), ossos, restos orgânicos com fertilizantes químicos ou pesticidas, excrementos de animais, materiais sintéticos, como plástico, vidro e alumínio. 

Como Fazer Compostagem em Casa?

Abraçar o veganismo e começar a fazer adubo caseiro são atitudes que andam de mãos dadas na jornada de uma vida mais sustentável e consciente. Agora que você já sabe o que é a compostagem e como escolher a composteira perfeita, é hora de agir. 

Primeiro, delimite um espaço ao ar livre onde ficará a sua composteira. Lembre-se que deve estar protegido das chuvas fortes e do calor intenso.

Uma boa prática é colocar um recipiente de plástico na sua cozinha. A ideia é depositar nele todos os resíduos orgânicos que podem ser transformados em adubo caseiro. E no final do dia ou quando o recipiente estiver cheio, basta levar o conteúdo até a composteira. 

Agora sim, mãos na massa – ou melhor – no compost! Coloque diariamente seus resíduos orgânicos em seu interior. O “segredo” do sucesso, neste passo, é diferenciar e separar os materiais secos dos úmidos para alternar uma camada de cada um dentro da composteira.  

O Equilíbrio é a Chave 

Os materiais úmidos são aqueles que possuem mais água em sua composição. Por exemplo: cascas de frutas e vegetais, restos de café, chás e erva mate (tanto a que usamos para preparar o mate “tipo Leão”, como a do chimarrão).

Os materiais secos, por outro lado, contem pouca umidade. Por exemplo: serragem, grama e folhas secas, lenha, papel e papelão. Quanto menos compostos químicos estes últimos três materiais tenham, melhor. Os papeis e papelões plastificados não resultam adequados para a compostagem, já que não são biodegradáveis.

Retornando à chave do sucesso: mantenha um equilíbrio entre resíduos secos e úmidos na sua composta. Lembre-se de colocar, por cima, uma camada de materiais secos, que tenha entre 5 e 10 centímetros de espessura. A cada duas semanas aproximadamente (ou cada vez que você adicionar mais material na composteira), mexa bem e misture todo o conteúdo com a ajuda de uma pá. 

Alguns Mitos sobre a Compostagem 

1. Cheiro ruim e proliferação de bichos

Você já escutou que fazer adubo caseiro provoca cheiro ruim e atrai tudo quanto é bicho? Isso até pode chegar a acontecer, mas existem muitas maneiras de prevenir. 

A aparição de moscas ou de odores desagradáveis tem a mesma causa: um excesso de umidade na compostagem. Para resolver este desequilíbrio,você pode simplesmente adicionar mais materiais secos na sua composteira (caso ela ainda não esteja cheia). 

Mas outra solução possível é misturar o conteúdo com mais frequência. Você pode passar a mexer sua composta uma vez por semana e isto te ajudará a controlar a umidade no interior. 

2. Preciso usar minhocas para produzir adubo caseiro? 

Também é comum escutar que a compostagem depende das minhocas. Na verdade, o que as minhocas fazem é acelerar a descomposição dos resíduos orgânicos, permitindo que se transformem em terra fértil mais rapidamente. Porém, não são necessárias para que este processo ocorra. De qualquer maneira, se você quiser experimentar, muitas pessoas que fazem compostagem em casa doam minhocas para promover este hábito. 

Para continuar aprendendo sobre o maravilhoso universo da compostagem, aqui sugerimos alguns perfis para seguir no Instagram:

Agora, chegou a sua vez! Que tal começar sua composta ainda esta semana? 

E se você já tem experiência na compostagem, não deixe de compartilhar seus conselhos nos comentários. Amamos aprender com vocês 🙂

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Total Page Visits: 51

También Te Podría Interesar:

×
×

Carrinho